Programa mãe gestante

Back to homepage Programa mãe gestante

Semanalmente, precisamente na quinta-feira, a partir das 14h, reúne-se um grupo de trabalhadores para as atividades junto às mães gestantes carentes.  O que se busca nesta atividade, além da ajuda espiritual (passes e Evangelho) e das instruções quanto aos cuidados pertinentes à gestação e ao bebê, é o estímulo e a capacitação  para a confecção das roupinhas, isto é, a promoção social que faz com que sejam despertadas as aptidões possíveis de serem aproveitadas.

As gestantes participam de um momento de Evangelho, prece e passe, ao iniciar as atividades e, após, têm aulas de tricô, crochê, bordado, etc., e um apetitoso lanche.  Periodicamente acontece uma palestra espírita falando de temas evangélicos como: O Bebê (Espírito), A Missão da Maternidade, etc.

A atividade conta também com o apoio do curso de Enfermagem da Universidade de Passo Fundo que, além de importantes orientações quanto à gestação, ao parto, às vacinas, higiene, amamentação e alimentação do bebê, fazem exames como o de glicose, medem a pressão arterial, etc. Conta-se, também, com nutricionistas, estudantes de psicologia e assistentes sociais que freqüentemente trazem instruções.

As gestantes que participam das atividades recebem todo o material para a confecção do enxoval. No entanto deverão ingressar, de preferência, nos primeiros meses de gestação, a fim de que haja tempo suficiente para a confecção do enxoval da criança, o qual contem  fraldas, calças plásticas, babeiros, manta de tricô, edredon, cobertor de lã, sapatinhos de lã, meias,  toca de lã, vira mantilha, conjunto de malha (calça e camiseta), camisa de cambraia,  casaco de tricô, calça de tricô, travesseiro e, quando possível ainda recebem luvas, carregador de bebê (saco) e usados em bom estado como: sacola, tip- top, blusão de linha e cuero.  Nem sempre todos estes materias estão disponíveis.

O projeto tem dado resultados positivos, considerando que as gestantes passam a fazer também em suas residências as peças componentes do enxoval, após receberem as instruções para a confecção, levando o material necessário, enquanto participam da atividade antes do parto.  A alegria e o entusiasmo dessas mães são percebidos quando elas terminam o sapatinho, o casaquinho ou outras peças.

A maioria tem realizado trabalhos com criatividade e esmero, dando um lindo acabamento às peças.  Isto demonstra o envolvimento e o interesse em fazer o melhor para esperar o novo membro da família.

É um programa da Casa Espírita que visa além da ajuda espiritual (passes e Evangelho) e das instruções quanto aos cuidados pertinentes à gestação e ao bebê, o estímulo e a capacitação  para a confecção das roupinhas e, que sejam despertadas as aptidões possíveis de serem aproveitadas.

As gestantes devem ser socialmente carentes e deverão ingressar, de preferência, nos primeiros meses de gestação, a fim de que haja tempo suficiente para a confecção do enxoval. Somente levará as peças que confeccionar.

Fraldas, calças plásticas, babeiros, manta de tricô, edredon, cobertor de lã, sapatinhos de lã, meias,  toca de lã, vira mantilha, conjunto de malha (calça e camiseta), camisa de cambraia,  casaco de tricô, calça de tricô, travesseiro e, quando possível ainda recebem luvas, carregador de bebê (saco) e usados em bom estado como: sacola, tip- top, blusão de linha e cuero.  Nem sempre todos estes materias estão disponíveis.

A atividade conta também com o apoio do curso de Enfermagem da Universidade de Passo Fundo que, além de importantes orientações quanto à gestação, ao parto, às vacinas, higiene, amamentação e alimentação do bebê, fazem exames como o de glicose, medem a pressão arterial, etc.