Nascimento de Luís Olímpio Guillon Ribeiro


Luís Olímpio Guillon Ribeiro nasceu no dia 17 de janeiro de 1875 no Rio de Janeiro. Foi o 11º e 16º presidente da Federação Espírita Brasileira: mandatos: 1920-1921 e 1930-1943. (São Luís, MA, 1875- Rio de Janeiro, 1943). Fez carreira como funcionário do Senado. Traduziu dezenas de livros espíritas, principalmente a Codificação Espírita. Autor de livros publicados pela FEB e artigos em Reformador. Exerceu vários cargos na FEB durante 26 anos. Durante sua gestão foram publicados o primeiro e dezenas dos livros iniciais psicografados por Chico Xavier e em 1939 foi inaugurada uma pequena oficina gráfica na então Sede da FEB.

 

123

 




Feliz Ano Novo


FELIZ ANO NOVO

Chegamos ao fim de mais um ano de experiências. A sensação que a muitos de nós assalta é que os dias passaram com celeridade, mais do que os anteriores.

É natural que assim suceda, porque se multiplicam as atividades, a correria para a aquisição de recursos e também de prazeres torna-se muito maior, dando a impressão de que as horas foram encurtadas, quando, em realidade, o volume de compromissos é que se fez maior.

Se perguntarmos às pessoas ociosas sobre essa questão, dir-nos-ão, certamente, que as horas jamais pareciam passar.

Esse é o paradoxo do tempo real e do emocional.

Fim de ano, portanto, é oportunidade de fazer-se reflexão, de análise, de balanço das atividades desenvolvidas durante o período. Talvez, para alguns, o saldo seja assinalado pela amargura, desencanto, fracasso, armazenando revolta e violência.

Para outros, no entanto, significou oportunidade de crescimento, de conquista de valores, de desenvolvimento ético-moral. Indubitavelmente, a existência humana é portadora de um sentido significativo para a realidade do ser.

Saber utilizar-se das circunstâncias felizes ou inditosas, alterando o rumo para o equilíbrio, mediante o esforço pessoal, sem lamentação nem exibicionismo, constitui o desafio que nem todos pretendem enfrentar.

Em realidade, nada muda a partir do dia primeiro de janeiro, que significa a data inicial do ano novo. A convenção social estabeleceu no calendário a marca de mudança, e não faltam aqueles indivíduos que esperam acontecimentos trágicos ou mágicos propiciadores de desgraças ou de bênçãos que signifiquem mudanças radicais no comportamento humano.

Quando se está consciente da responsabilidade que lhe diz respeito, assim como das possibilidades que devem ser cultivadas em favor do crescimento interior, cada dia representa um ano novo, desde que se esteja disposto a construir patamares ascensionais indicadores de progresso e autoiluminação.

Toda ocasião de servir e de trabalhar em favor do mundo melhor significa bênção de Deus que não pode ser desperdiçada.

A existência é o que cada um dela faz, mediante o comportamento dentro das leis de ordem em favor do desenvolvimento cultural, moral e espiritual.

Nesse sentido, a reflexão diária em torno de Deus e dos valores espirituais constitui mecanismo para estimular a coragem e a altivez moral em todas as circunstâncias.

Certamente, a vivência em sociedade é sempre desafiadora por causa dos egos que desejam ascensão. Com o conhecimento das Leis de Deus, tudo se modifica para melhor.

DIVALDO P. FRANCO
Professor, médium e conferencista
___________________
Artigo de Divaldo Franco Publicado no jornal A Tarde, coluna Opinião, em 28/12/2017

Divaldo Franco escreve no jornal A Tarde – Coluna Opinião – às quintas-feiras (quinzenalmente).

di2




Inscrições para os Estudos de Verão 2018


Estão abertas as inscrições para os Estudos de Verão 2018. Nesta edição o tema será o Estudo Interpretativo de O Evangelho Segundo O Espiritismo.

As aulas acontecerão nas quartas-feiras, das 19h às 20h30, entre os dias 10/01/2018 e 21/02/2018.

As inscrições poderão ser feitas através do site: www.diasdacruz.org.br . Quem não possuir internet, pode solicitar auxilio na Livraria. O estudo é gratuito.

 

Estudos




Semana Temática do Dias da Cruz


Terminou nesse fim de semana (9) mais uma edição da Semana Temática do Dias da Cruz. Foram seis dias de palestras e debates sobre os 160 anos de O Livro dos Espíritos, abordados sobre os aspectos do futuro, da reencarnação, da lei Divina, além de reflexões da importância da obra para se viver e se construir como Espírito imortal.

#Espiritismo #DoutrinaEspírita #OLivroDosEspíritos #160AnosDeOLivroDosEspíritos #AllanKardec

1 2 3 4




Desencarnação de Humberto de Campos


O Espírito Humberto de Campos (25 de outubro de 1886 – 5 de dezembro de 1934), que depois adotou o pseudônimo Irmão X, foi membro da Academia Brasileira de Letras quando encarnado. Poeta, contista, crítico e cronista, o autor, nascido no Maranhão, produziu cerca de 40 títulos literários em vida, além de artigos para jornais e revistas. Quase três anos após sua desencarnação, Humberto de Campos transmitiu ao médium Francisco Cândido Xavier sua primeira obra espiritual, Crônicas de Além-Túmulo, publicada em 1937.

A FEB Editora possui, ao todo, 12 publicações do autor em seu catálogo, aqui apresentadas: Crônicas de Além-túmulo; Brasil, coração do mundo, pátria do Evangelho; Novas mensagens; Boa Nova; Reportagens de Além-túmulo; Lázaro redivivo; Luz acima; Pontos e contos; Contos e apólogos; Contos desta e doutra vida; Cartas e crônicas; Estante da vida.

 

HC




Espiritismo: luz para a Humanidade


O Centro Espírita de Caridade Dias da Cruz realizará entre os dias 4 e 9 de dezembro, a 18ª Semana Temática, que neste ano traz como tema, os 160 anos de O Livros dos Espíritos, completados em 18 de abril. As palestras acontecerão de segunda a sexta, às 20h, e no sábado, às 19h. Confira a programação:

Segunda, 4/12: 160 anos de o Livro dos Espíritos;

Terça, 5/12: Espiritismo, luz sobre o futuro;

Quarta, 6/12: luz sobre a reencarnação;

Quinta, 7/12: luz sobre a lei Divina;

Sexta, 8/12: luz para se viver;

Sábado, 9/12: debate – Leis Divinas e Leis Humanas.

O Livro dos Espíritos é o primeiro livro da Codificação Espírita publicado por Allan Kardec em 18 de abril de 1857. A obra contém os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os Homens, as Leis Morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da humanidade. É uma das oito obras fundamentais para o estudo da Doutrina Espírita.

A 18ª Semana Temática tem o apoio da LEAX Livraria Espírita.

 

le




Um dia dedicado para falar sobre o amor


Cerca de quinhentas pessoas acompanharam nesse domingo (12) a palestra do jornalista, escritor e espírita, André Trigueiro, realizada no auditório do colégio Notre Dame. Em uma conversa franca e direta, Trigueiro falou do amor e do ato de amar, citando autores espíritas, que ao longo dos séculos, escreveram sobre esse sentimento nas suas mais variadas expressões.

241  3  5 6 7 8




Retorno à Pátria Espiritual - Nota de Desencarnação


“A Diretoria Executiva da Federação Espírita de Mato Grosso do Sul, com pezar, mas saudosos, informa a desencarnação da nossa querida irmã Madalena Andréa Simioli, no dia 10 de novembro do corrente, em Campo Grande, e solidariza-se com seus familiares e com os trabalhadores do Centro Espírita Discípulos de Jesus.

A Federação Espírita de Mato Grosso do Sul será eternamente grata pelo trabalho que ela realizou como uma das mais ativas pioneiras que trabalharam desde a fundação e instalação FEMS, em 31 de março de 1979, em Campo Grande, capital do nascente Estado de Mato Grosso do Sul, após a divisão do Estado de Mato Grosso, em 11 de outubro de 1977. Apesar de nunca ter ocupado nenhum cargo nos órgãos da FEMS, foi um baluarte e uma das pricipais auxiliares da Sra. Maria Edwiges Borges e do Sr. Jeronymo Gonçalves da Fonseca, ex-Presidentes da FEMS, especialmente nos 21 anos que a FEMS ficou instalada na sede do Centro Espírita Discípulos de Jesus.

Que nossas preces e vibrações de amor e paz possam envolvê-la e que a Espiritualidade Maior possa ampará-la no Plano Espiritual, permitindo que ela desfrute cada vez mais desse tesouro que a Doutrina Espírita nos oferece.

Certos da continuidade de nossa união e crescimento mútuo, despedimo-nos desta valorosa amiga citando o texto do Editorial da revista Reformador, da FEB, de novembro de 1999:

 “(…)Morrer, pois, é prosseguir vivendo em outra dimensão vibratória, com os sentimentos adquiridos, com a visão espiritual ampliada, com os amores, as alegrias e saudades do ser, mas também com as imperfeições que não conseguiu superar.

Morte não é o sono eterno, mas, sim, a libertação do Espírito, enquanto não retoma à carne, em nova e laboriosa existência.

Para a Nova Luz, a morte, longe de ser a porta para o nada, é a continuação da vida eterna. Em lugar dos fantasmas teológicos, dos dogmas e dos suplícios infernais, ela acena com a esperança, que todos pode­mos cultivar sem medos.”

Madalena Simioli




André Trigueiro palestra em Passo Fundo


Com mais de vinte anos de carreira, o jornalista da TV Globo, André Trigueiro, chega a Passo Fundo nesta sexta-feira (10) onde participa de uma série de atividades voltadas ao cotidiano, meio ambiente e Espiritismo. A agenda é organizada pela LEAX Livraria Espírita, com o apoio da Associação dos Livreiros de Passo Fundo. Confira a programação:

10/11 – 19h20 – Centro de Eventos – UPF
Palestra Futuro Sustentável, no encerramento da Semana do Conhecimento da UPF.

11/11 – 9h30 – 31ª Feira do Livro de Passo Fundo
Bate-papo sobre sustentabilidade.

11/11 – 19h30 – 31ª Feira do Livro de Passo Fundo
Palestra “Viver é a Melhor Opção”.

12/11 – 9h – Auditório do Colégio Notre Dame
Palestra “O Amor em Tempos de Transição Planetária”.
Entrada franca.

 

eds




Efemérides de novembro


123